Reajuste do Bolsa Família

Até o momento não foram feito reajustes no Bolsa Família para o ano de 2019, o último reajuste realizado com a finalidade de aumentar o valor do benefício aconteceu no mês de junho deste ano e estabeleceu o critério de rendimento do valor de R$85,00 por pessoa para ser beneficiária do Bolsa Família.

O Bolsa Família atualmente tem objetivo de atender famílias que são pobres e extremamente pobres, o Projeto Bolsa Família foi criado com objetivo de unir vários outros benefícios de municípios, cidades e estados brasileiro, um dos benefícios que foram unificados com o Bolsa Família é o Bolsa Escola, atualmente o Bolsa Escola é um Benefício Variável concedido às crianças em idade escolar no valor  de R$45,00  por criança.

O cadastro para o Bolsa Família deve ser feito em Unidades Móveis Bolsa Família, Instituições Autorizadas pelo Ministério do Desenvolvimento Social e CRAS Centro de Referência e Assistência Social através do Cadastro Único do Bolsa Família CADUNICO.

Reajuste do Bolsa Família

Quando Foi Criado o Bolsa Família?

No ano de 2001 os benefícios aos trabalhadores PIS, PASEP e outros foram unificados em Contas da Caixa através da concessão do Cartão Cidadão que passou a corresponder ao número do PIS e PASEP bem como ser utilizado para o recebimento do Seguro Desemprego, no mesmo ano é unificado os benefícios e criado o Bolsa Família do Governo Federal.

A caixa Econômica Federal fica responsável pelo atendimento de todo o Cidadão Brasileiro que deve ter o Cartão Cidadão, as famílias que residem em lugares distantes e famílias carentes que se beneficiam do Bolsa Família recebem um Número Social NIS que corresponde ao Número do Cartão Cidadão para o responsável pela família .

O Número Social NIS é cancelado quando o responsável pela família é empregado, e também o benefício não será mais recebido, se houver necessidade a família ainda pode receber o Bolsa Escola através do Número Social da Criança em idade escolar.

Como Funciona o Bolsa Família?

Atualmente o Bolsa Família funciona através de concessão do Benefício Básico que é pago às famílias que se enquadram na situação de extrema pobreza cuja a renda per capita seja inferior ao valor de R$85,00 e Benefícios Variáveis concedido as famílias que tenham em seu núcleo Gestantes, Crianças ou Adolescentes este benefício pode ser de R$39,00 e existe um limite de acumulo de 5(cinco) Benefício Variável para cada família.

As famílias cadastradas em condição de extrema pobreza podem acumular todos os benefícios, no entanto o valor máximo de pagamento do Bolsa Família é de R$372,00 por família, os benefícios variáveis tem valor de R$39,00 a R$42,00, no caso de Benefício Variável Jovem o acúmulo do benefício é de apenas 2(dois) e o Bolsa Escola que é concedido as crianças em idade escolar tem limite de acúmulo de apenas 3 (três) benefícios por família.

O Benefício Bolsa Variável Jovem é um benefício pago às famílias que tenham em seu núcleo familiar jovens de até 17 anos de idade que frequentem o nível médio ou ensino profissionalizante, este benefício pode ser dividido em dois cartões um para a família e outro para o jovem. É permitido acúmulo de apenas dois Benefício Variável Jovem totalizando R$92,00.

Benefício Básico e Cálculo da Renda  Per Capita

O Benefício Básico é concedido para as famílias que se encaixam na situação de extrema pobreza, dessa maneira deve ser solicitado o CRAS Cadastro Social do Bolsa Família, dentro das determinações do Programa Federal devem ser levantadas as informações da família e possibilidade de Unificação do Benefícios através dos Benefícios Variável Bolsa Escola, Bolsa Variável Jovem , Assistência a Pessoa Portadora de Deficiência e outras.

Para o cálculo do valor da renda per capita por família é necessário apresentação de documentos de todos os integrantes da família na inscrição do Cadastro Único CRAS, bem como para concessão do Bolsa Variável Jovem e Bolsa Escola ocorre a necessidade de apresentação de documentos de matrículas.

Add Comment